ENVÍO GRATIS A ESPAÑA en pedidos superiores a 20 €

Habitar (edição em português)

Disponible

14,00 €
12 x 18cm
128 páginas
Portugués
ISBN/EAN: 9788584520947
Rústica
2017
Novedad

Este livro é uma compilação de cinco ensaios sobre a ideia de habitar do arquiteto e crítico finlandês Juhani Pallasmaa. Desde a abordagem fenomenológica que aparece no primeiro e mais longo artigo, “Identidade, intimidade e domicílio” (1994), até o significado da experiência do tempo na realidade empírica humana...

Leer más
Descripción
Descripción

Detalles

Este livro é uma compilação de cinco ensaios sobre a ideia de habitar do arquiteto e crítico finlandês Juhani Pallasmaa. Desde a abordagem fenomenológica que aparece no primeiro e mais longo artigo, “Identidade, intimidade e domicílio” (1994), até o significado da experiência do tempo na realidade empírica humana de “Habitar no tempo” (2015), o conjunto não somente trata das dimensões materiais, formais, geométricas e racionais da ideia de habitar como também investiga de maneira apaixonante as realidades mentais, subconscientes, míticas e poéticas da construção e da moradia.

Juhani Pallasmaa (Hämeenlinna, 1936) es arquitecto y trabaja en Helsinki. Fue profesor de arquitectura en la Universidad de Tecnología de Helsinki, director del Museo de Arquitectura de Finlandia y profesor invitado en diversas escuelas de arquitectura de todo el mundo. Autor de numerosos artículos sobre filosofía, psicología y teoría de la arquitectura y del arte, su libro Los ojos de la piel (2006) se ha convertido en un clásico de la teoría de la arquitectura y es de lectura obligatoria en diferentes escuelas de arquitectura de todo el mundo. Pallasmaa es también autor de La mano que piensa (2012), La imagen corpórea (2014) y Habitar (2016), todos ellos publicados por la Editorial Gustavo Gili.

Lee un fragmento
Lee un fragmento

Prólogo

HABITAR NO ESPAÇO E NO TEMPO

“Para mim, qualquer tipo de arquitetura, independentemente de sua função, é uma casa. Eu projeto apenas casas, não arquitetura. Casas são simples. Elas sempre mantêm uma relação interessante com a verdadeira existência, com a vida”, confessa o arquiteto Wang Shu, ganhador do prêmio Pritzker em 2012. De modo geral, concordo com meu colega chinês. A casa é um cenário concreto, íntimo e único da vida de cada um, enquanto uma noção mais ampla de arquitetura implica necessariamente generalização, distanciamento e abstração. O ato de habitar revela as origens ontológicas da arquitetura, lida com as dimensões primordiais de habitar o espaço e o tempo, ao mesmo tempo em que transforma um espaço sem significado em um espa&cced...

Leer más

Opiniones

DANOS TU OPINIÓN

Escribir Tu Propia Revisión

Estás revisando: Habitar (edição em português)

¿Cómo valoras este producto? *