ENVÍO GRATIS A ESPAÑA en pedidos superiores a 20 €

Gramática visual

Un libro de Christian Leborg

Disponible

13,50 €

Na vida contemporânea somos todos vorazes consumidores e emissores de mensagens visuais. Diariamente nos deparamos com uma grande quantidade de informação gráfica; porém, sem um conhecimento básico dos elementos da linguagem visual, é impossível chegar a um verdadeiro diálogo, crítico e produtivo, a respeito disso. Este livro é um pequeno tratado de gramática visual que resume de forma simples e totalmente gráfica os elementos básicos da linguagem visual e seus processos e relações. A meio caminho entre tratado gramatical e dicionário visual, funciona como uma ferramenta muito prática e como guia de consulta para decodificar e produzir mensagens visuais. É o ponto de partida ideal para uma iniciação à alfabetização gráfica.

Descripción técnica del libro:

18 x 21.5cm
96 páginas
Portugués
ISBN/EAN: 9788584520077
Rústica
2015
Descripción
Descripción

Detalles

Na vida contemporânea somos todos vorazes consumidores e emissores de mensagens visuais. Diariamente nos deparamos com uma grande quantidade de informação gráfica; porém, sem um conhecimento básico dos elementos da linguagem visual, é impossível chegar a um verdadeiro diálogo, crítico e produtivo, a respeito disso. Este livro é um pequeno tratado de gramática visual que resume de forma simples e totalmente gráfica os elementos básicos da linguagem visual e seus processos e relações. A meio caminho entre tratado gramatical e dicionário visual, funciona como uma ferramenta muito prática e como guia de consulta para decodificar e produzir mensagens visuais. É o ponto de partida ideal para uma iniciação à alfabetização gráfica.

Christian Leborg es diseñador y consultor de branding. Con una amplia experiencia en el ámbito de la comunicación visual, actualmente compagina la consultoría con la docencia en la Westerdals School of Communication de Oslo, Noruega. Sus áreas de interés son la semiótica, el lenguaje visual, la imagen corporativa y la relación entre valores e identidad de marca.

Índice de contenidos
Índice de contenidos
Sumário
 
Abstrato
Objetos abstratos
Ponto
Linha
Superfície
Volume
Dimensões
Formato
Estruturas abstratas 
Estruturas formais
Gradação
Radiação
Estruturas informais
Distribuição visual
Estruturas invisíveis/inativas
Esqueleto estrutural
 
Concreto
Objetos concretos
Forma
Tamanho
Cor
Estruturas concretas
Estruturas visíveis
Estruturas ativas
Textura
 
Atividades
Repetição
Frequência/Ritmo
Espelhamento
Espelhamento sobre um volume
Rotação
Ampliação/Redução
Movimento
Caminho
Direção
Movimento superordenado/subordinado
Deslocamento
Direção de deslocamento
 
Relações
Atração
Imobilidade
Simetria/Assimetria
Equilíbrio
Grupos
Refinado/Grosseiro
Difusão
Direção
Posição
Espaço
Peso
Quantidade/Predomínio
Neutralidade
Plano de fundo/Primeiro plano
Coordenação
Distância
Paralelismo
Angulação
Negativo/Positivo
Transparente/Opaco
Tangente
Sobreposição
Composto
Subtração
Coincidência
Penetração
Extrusão
Influência
Modificação
Variação
 
Glossário
Bibliografia
Lee un fragmento
Lee un fragmento

Texto da introdução

Todos os dias nos confrontamos com uma enorme quantidade de mensagens visuais, mas, sem uma compreensão básica da linguagem visual, muitas destas mensagens permanecem incompreensíveis para nós, e um diálogo produtivo entre produtores e consumidores da comunicação visual pode não acontecer.

O conhecimento sobre conceitos visuais costuma ser adquirido através da experiência física e aplicado sem o uso da linguagem escrita ou falada; existem, entretanto, vários processos básicos antes e depois do ato de criação nos quais a linguagem verbal tem papel fundamental. A reflexão sobre o que vamos criar ou sobre que foi criado altera o processo criativo: nós pensamos de maneira diferente quando temos uma linguagem para descrever o que pensamos. Este livro é uma contribuição para o estabelecimento de tal linguagem. Ele pretende ser tanto uma introdução à linguagem visual quanto um dicionário visual dos aspectos fundamentais da comunicação visual.

Os motivos para escrever uma gramática da linguagem visual são os mesmos que poderíamos listar para qualquer outra linguagem: definir seus elementos básicos, descrever seus padrões e processos, e compreender as relações entre os elementos individuais do sistema. A linguagem visual não possui uma sintaxe ou uma semântica formal, mas os objetos visuais podem ser classificados. Dessa forma, o livro é dividido em quatro partes: objetos e estruturas abstratos, objetos e estruturas concretos, atividades e relações. O primeiro capítulo lida com abstrações, tais como dimensão, formato, e volume; o segundo trata de objetos e estruturas concretos, tais como forma, tamanho, cor e textura; a terceira parte descreve as atividades que podem ocorrer em uma composição, tais como repetição, espelhamento, e movimento; e o quarto capítulo lida com as relações entre diversos objetos em uma composição.

Para escrever este livro me apoiei nos diversos gigantes que pensaram e escreveram sobre linguagem visual. Eles estão listados na bibliografia selecionada ao final do livro. Eu também gostaria de agradecer Anette Wang, que me apoiou quando eu precisava, e meu editor norueguês Einar Plyhn, que não ofereceu nenhuma resistência ao projeto. Yngve Lien e Bjørn Kruse contribuíram com críticas construtivas. Além disso, recebi feedback valioso de profissionais e interessados, amigos e família.

Espero que esse livro ajude você a falar e escrever sobre objetos visuais e seu potencial criativo, e que permita que você compreenda melhor as imagens que encontra todos os dias.

Copyright dos textos: os autores
Copyright da presente ediçao: Editorial Gustavo Gili SL

La prensa ha dicho
La prensa ha dicho

Gramática visual

(Redação, Agitprop, 05/2015)

Acceder

«Gramática visual, de Christian Leborg, é um pequeno tratado de gramática visual que resume de forma simples e gráfica os elementos básicos da linguagem visual e seus processos e relações.» (Redação, Agitprop, 05/2015)

Gramática visual

(Rubens Martinello, Design Brain, 04/15)

Acceder

«As áreas de interesse do autor se baseiam na semiótica, linguagens visuais, relação entre valores e identidade de marca.» (Rubens Martinello, Design Brain, 04/15)

Gramática visual

(Iran Pontes, Design Culture, 05/15)

Acceder

«O livro começa abordando um assunto que me deixou intrigado: O ponto existe ou não? Segundo o autor e suas bibliografias (excelentes por sinal) o ponto de fato não existe “trata-se de uma posição sem área.» (Iran Pontes, Design Culture, 05/15)

Gramática visual

(Erik Getzel, 100% Design , 11/15)

Acceder

«O designer, que é o profissional responsável entre diversas coisas por transmitir significados através de imagens precisa conhecer os pilares dos elementos visuais. Tudo começa com um plano, uma linha, um ponto...» (Erik Getzel, 100% Design , 11/15)

Gramática visual

(Redação, Design Magazine, 12/15)

Acceder

Opiniones

DANOS TU OPINIÓN

Escribir Tu Propia Revisión

Estás revisando: Gramática visual

¿Cómo valoras este producto? *