ENVÍO GRATIS A ESPAÑA en pedidos superiores a 20 €

Arquitetura e política
Ensaios para mundos alternativos

Disponible

21,00 €

Arquitetura e política aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Nestes cinco capítulos -Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas- a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização. Por meio de temas como vida comunitária, participação, igualdade de gênero e sustentabilidade, o livro trata tanto das vulnerabilidades contemporâneas como das alternativas já experimentadas. Daí seu subtítulo Ensaios para mundos alternativos.

Descripción técnica del libro:

15 x 21cm
254 páginas
Portugués
ISBN/EAN: 9788565985413
Rústica
1970 (3ª tirada)
Descripción
Descripción

Detalles

Arquitetura e política aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Nestes cinco capítulos -Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas- a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização. Por meio de temas como vida comunitária, participação, igualdade de gênero e sustentabilidade, o livro trata tanto das vulnerabilidades contemporâneas como das alternativas já experimentadas. Daí seu subtítulo Ensaios para mundos alternativos.

Josep Maria Montaner (Barcelona, 1954) es doctor arquitecto y catedrático de Composición en la Escola Tècnica Superior d’Arquitectura de Barcelona (ETSAB-UPC), donde ha codirigido el máster Laboratorio de la vivienda del siglo XXI. Ha sido profesor invitado en diversas universidades de Europa, América y Asia, y es autor de numerosos artículos y publicaciones, entre los que destacan Sistemas arquitectónicos contemporáneos (2008), La modernidad superada (2011, 2ª ed.), Arquitectura y política (2011, con Zaida Muxí), Arquitectura y crítica (2013, 3ª ed.), Del diagrama a las experiencias, hacia una arquitectura de la acción (2014) y La condición contemporánea de la arquitectura (2015) todos ellos publicados por la Editorial Gustavo Gili. Colaborador habitual en revistas de arquitectura y en los diarios españoles El País y La Vanguardia, desde junio de 2015 es concejal de Vivienda y concejal del distrito de Sant Martí en el Ayuntamiento de Barcelona.

Zaida Muxí es arquitecta y profesora titular de Departamento de Urbanismo y Ordenación del Territorio de la Escola Tècnica Superior d’Arquitectura de Barcelona (ETSAB), donde ha centrado sus áreas de investigación en urbanismo y género, arquitectura y política, y el concepto de ciudad global. Publica regularmente en revistas especializadas de arquitectura y el diario La Vanguardia y es autora del ensayo La arquitectura de la ciudad global (2004), publicado también por esta editorial. Desde 2015 es directora de Urbanismo del Ayuntamiento de Santa Coloma de Gramanet.

Índice de contenidos
Índice de contenidos
Índice Homeopatia crítica, por Jordi Borja INTRODUÇÃO HISTÓRIAS As formas do poder Do “sentido ético” de William Morris e “o arquiteto na luta de classes” de Hannes Meyer às “estrelas da arquitetura” A ação política a partir da arquitetura     As tradições alternativas de vida comunitária MUNDOS A globalização e o universo rizomático As fronteiras quentes O mundo pós-Chernobyl A vida-lixo ou o slow food METRÓPOLES O urbanismo tardo-racionalista: de A Carta de Atenas à cidade global As cidades alternativas: Curitiba, Seattle, Bogotá e Medellín O turismo e a tematização das cidades VULNERABILIDADES Os traumas urbanos: o apagamento da memória O neofeudalismo imobiliário: o problema da moradia e das casas vazias As cidades de slums e a geografia dos sem-teto ALTERNATIVAS A cidade próxima: o urbanismo sem gênero Novas epistemologias para o urbanismo contemporân...
Leer más
La prensa ha dicho
La prensa ha dicho

Arquitetura e politica

(Romullo Baratto, ArchDaily Brasil.08 2014)

Acceder

«O livro (...) aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Em seus cinco capítulos - Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas - a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização. Por meio de temas como vida comunitária, participação, igualdade de gênero e sustentabilidade, o livro trata tanto das vulnerabilidades contemporâneas como das alternativas já experimentadas. Daí seu subtítulo Ensaios para mundos alternativos.» (Romullo Baratto, ArchDaily Brasil.08 2014)

Arquitetura e politica

(Redação, vitruvius, 08 2014)

Acceder

«O livro Arquitetura e política enfrenta uma questão-chave da arquitetura contemporânea: sua responsabilidade em relação à sociedade.»(Redação, vitruvius, 08 2014)

Arquitetura e politica

(Redação, Arqbacana, 05 2014)

Acceder

Arquitetura e politica

« Os autores (...)abordam temas como vida comunitária, direito à mobilidade, igualdade de gênero e sustentabilidade para retratar as condições de risco existentes no mundo contemporâneo e as alternativas pensadas.Caracterizado por uma linguagem clara e objetiva, o livro traz uma forte carga crítica para combater a ideia de que a arquitetura é neutra e defender sua estreita relação com a vida humana e a política.» ( Redação, Arqbacana, 05 2014)

Arquitetura e política

(Redação, Vitruvius, 12/2014)

Acceder

«Arquitetura e política aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Nestes cinco capítulos - Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas- a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização.» (Redação, Vitruvius, 12/2014)

Arquitetura e política

(Victor Delaqua, ArchDaily, 01/16)

Acceder

«O livro "Arquitetura e política" enfrenta uma questão-chave da arquitetura contemporânea: sua responsabilidade em relação à sociedade. A partir de uma compilação de textos agrupados em cinco capítulos – História, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas – Josep Maria Montaner e Zaida Muxí fazem um passeio histórico que narra o papel social dos arquitetos e dos urbanistas até a atual era da globalização. A partir de temas como a vida em comunidade, a participação, a igualdade de gênero e a sustentabilidade, Arquitetura e política estabelece tanto as vulnerabilidades contemporâneas quanto aquelas alternativas já experimentadas – daí seu subtítulo, Ensaios para mundos alternativos.» (Victor Delaqua, ArchDaily, 01/16)

Opiniones

DANOS TU OPINIÓN

Escribir Tu Propia Revisión

Estás revisando: Arquitetura e política

¿Cómo valoras este producto? *