ENVÍO GRATIS A ESPAÑA en pedidos superiores a 20 €

Arquitetura e política
Ensaios para mundos alternativos

Disponible

21,00 €
15 x 21cm
254 páginas
Portugués
ISBN/EAN: 9788565985413
Rústica
1970 (1ª edición, 3ª tirada)

Arquitetura e política aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Nestes cinco capítulos -Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas- a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização. Por meio de temas como vida comuni...

Leer más
Descripción
Descripción

Detalles

Arquitetura e política aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Nestes cinco capítulos -Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas- a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização. Por meio de temas como vida comunitária, participação, igualdade de gênero e sustentabilidade, o livro trata tanto das vulnerabilidades contemporâneas como das alternativas já experimentadas. Daí seu subtítulo Ensaios para mundos alternativos.

Josep Maria Montaner (Barcelona, 1954) es doctor arquitecto y catedrático de Composición en la Escola Tècnica Superior d’Arquitectura de Barcelona (ETSAB-UPC), donde ha codirigido el máster Laboratorio de la vivienda del siglo XXI. Ha sido profesor invitado en diversas universidades de Europa, América y Asia, y es autor de numerosos artículos y publicaciones, entre los que destacan Sistemas arquitectónicos contemporáneos (2008), La modernidad superada (2011, 2ª ed.), Arquitectura y política (2011, con Zaida Muxí), Arquitectura y crítica (2013, 3ª ed.), Del diagrama a las experiencias, hacia una arquitectura de la acción (2014) y La condición contemporánea de la arquitectura (2015) todos ellos publicados por la Editorial Gustavo Gili. Colaborador habitual en revistas de arquitectura y en los diarios españoles El País y La Vanguardia, desde junio de 2015 es concejal de Vivienda y concejal del distrito de Sant Martí en el Ayuntamiento de Barcelona.

Zaida Muxí es arquitecta y profesora titular de Urbanismo en la Escola Tècnica Superior d’Arquitectura de Barcelona (ETSAB), de la que actualmente es subdirectora. Ha sido profesora invitada en diversas universidades de Europa, América y Asia. Es experta en urbanismo y género, y autora de La arquitectura de la ciudad global (Editorial Gustavo Gili, 2004); publica regularmente en revistas especializadas de arquitectura y en el diario La Vanguardia.

Índice de contenidos
Índice de contenidos
Índice Homeopatia crítica, por Jordi Borja INTRODUÇÃO HISTÓRIAS As formas do poder Do “sentido ético” de William Morris e “o arquiteto na luta de classes” de Hannes Meyer às “estrelas da arquitetura” A ação política a partir da arquitetura     As tradições alternativas de vida comunitária MUNDOS A globalização e o universo rizomático As fronteiras quentes O mundo pós-Chernobyl A vida-lixo ou o slow food METRÓPOLES O urbanismo tardo-racionalista: de A Carta de Atenas à cidade global As cidades alternativas: Curitiba, Seattle, Bogotá e Medellín O turismo e a tematização das cidades VULNERABILIDADES Os traumas urbanos: o apagamento da memória O neofeudalismo imobiliário: o problema da moradia e das casas vazias As cidades de slums e a geografia dos sem-teto ALTERNATIVAS A cidade próxima: o urbanismo sem gênero Novas epistemologias para o urbanismo contemporân...
Leer más
La prensa ha dicho
La prensa ha dicho

Arquitetura e politica

(Romullo Baratto, ArchDaily Brasil.08 2014)

Acceder

«O livro (...) aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Em seus cinco capítulos - Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas - a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização. Por meio de temas como vida comunitária, participação, igualdade de gênero e sustentabilidade, o livro trata tanto das vulnerabilidades contemporâneas como das alternativas já experimentadas. Daí seu subtítulo Ensaios para mundos alternativos.» (Romullo Baratto, ArchDaily Brasil.08 2014)

Arquitetura e politica

(Redação, vitruvius, 08 2014)

Acceder

«O livro Arquitetura e política enfrenta uma questão-chave da arquitetura contemporânea: sua responsabilidade em relação à sociedade.»(Redação, vitruvius, 08 2014)

Arquitetura e politica

(Redação, Arqbacana, 05 2014)

Acceder

Arquitetura e politica

« Os autores (...)abordam temas como vida comunitária, direito à mobilidade, igualdade de gênero e sustentabilidade para retratar as condições de risco existentes no mundo contemporâneo e as alternativas pensadas.Caracterizado por uma linguagem clara e objetiva, o livro traz uma forte carga crítica para combater a ideia de que a arquitetura é neutra e defender sua estreita relação com a vida humana e a política.» ( Redação, Arqbacana, 05 2014)

Arquitetura e política

(Redação, Vitruvius, 12/2014)

Acceder

«Arquitetura e política aborda uma das questões-chave da arquitetura contemporânea: a responsabilidade dos arquitetos para com a sociedade. Nestes cinco capítulos - Histórias, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas- a obra segue um percurso histórico, que abrange desde o papel social dos arquitetos e urbanistas até a atual era da globalização.» (Redação, Vitruvius, 12/2014)

Arquitetura e política

(Victor Delaqua, ArchDaily, 01/16)

Acceder

«O livro "Arquitetura e política" enfrenta uma questão-chave da arquitetura contemporânea: sua responsabilidade em relação à sociedade. A partir de uma compilação de textos agrupados em cinco capítulos – História, Mundos, Metrópoles, Vulnerabilidades e Alternativas – Josep Maria Montaner e Zaida Muxí fazem um passeio histórico que narra o papel social dos arquitetos e dos urbanistas até a atual era da globalização. A partir de temas como a vida em comunidade, a participação, a igualdade de gênero e a sustentabilidade, Arquitetura e política estabelece tanto as vulnerabilidades contemporâneas quanto aquelas alternativas já experimentadas – daí seu subtítulo, Ensaios para mundos alternativos.» (Victor Delaqua, ArchDaily, 01/16)

Opiniones

DANOS TU OPINIÓN

Escribir Tu Propia Revisión

Estás revisando: Arquitetura e política

¿Cómo valoras este producto? *