ENVÍO GRATIS A ESPAÑA en pedidos superiores a 20 €

Disponible

18,87 €
15 x 24cm
80 páginas
Portugués
ISBN/EAN: 9788425223709
Rústica
2010

Num texto nascido de uma série de conferências, Massimo Cacciari percorre a história da cidade através da sua essência e lança uma reflexão filosófica e estética provocadora. Grécia e Roma dão início a este percurso, oferecendo dois modelos antagónicos de cidade: a pólis grega, de natureza étnica e, por definição, endogâmica e estanque; e o modelo legalista da civitas romana, uma cidade...

Leer más
Descripción
Descripción

Detalles

Num texto nascido de uma série de conferências, Massimo Cacciari percorre a história da cidade através da sua essência e lança uma reflexão filosófica e estética provocadora.

Grécia e Roma dão início a este percurso, oferecendo dois modelos antagónicos de cidade: a pólis grega, de natureza étnica e, por definição, endogâmica e estanque; e o modelo legalista da civitas romana, uma cidade cuja essência programática a leva a abrirse e a crescer inexoravelmente. Herdeira do modelo romano, a cidade moderna europeia debate-se entre a sua condição de cidade-lugar para morar, de espaço de acolhimento e encontro de uma comunidade, e a sua condição de máquina, de cenário de intercâmbio e espaço de negotium. Mais tarde, na metrópole contemporânea, a produção e o mercado marcam o desenvolvimento da cidade e restringem definitivamente as marcas da história através da delimitação dos centros históricos.

Hoje habitamos a pós-metrópole, a cidade-território. E, embora os nossos corpos continuem a reclamar a necessidade de lugares, a pós-metrópole impõe uma geografia que se desprendeu de parâmetros espaciais para impor os temporais, onde os edifícios se transformam em acontecimentos e as distâncias em tempo.

Massimo Cacciari (Venecia, 1944) ha desarrollado una actividad amplia y diversa en los ámbitos de la filosofía, la cultura y la política. Filósofo de formación, profesor de Estética de la Universidad de Venecia y alcalde de la misma ciudad en tres ocasiones, a lo largo de toda su trayectoria vital y profesional ha sabido combinar la labor política con una estrecha relación con el mundo académico y cultural. Cursó estudios de Filosofía en la Università degli Studi de Padua, licenciándose en Estética con una tesis de final de carrera sobre Kant. Ha sido profesor de Estética en la escuela de arquitectura de la Università IUAV de Venecia, y director de revistas como Angelus Novus, Contropiano, Lavoratorio politico y Paradosso. En la década de 1970 inició una carrera política que le llevó a ser diputado y alcalde de Venecia. Entre sus obras destacan Pensiero negativo e razionalizzazione (1977), Hombres póstumos: la cultura vienesa del primer novecientos (1980), El ángel necesario (1986) o Della cosa ultima (2004).
La prensa ha dicho
La prensa ha dicho

Massimo Cacciari, A Cidade

(Mário Chaves, Arqa nº 92/93, 05-06/2011)

Descargar

Opiniones

DANOS TU OPINIÓN

Escribir Tu Propia Revisión

Estás revisando: A cidade

¿Cómo valoras este producto? *